jump to navigation

Valores reforçados… 14 setembro, 2013

Posted by Mônica Góes in Comportamento, Espiritualidade, Estado de Espírito, Textos.
Tags: , , , ,
add a comment

Algumas mudanças na minha vida reforçaram (e mudaram – muito) certos valores. E hoje acredito que finalmente um texto traduz muito bem o que espero daqui em diante.

Para imprimir e fixar na nossa frente. Basta pouco e podemos ter um vida melhor…

“Viva sua vida de maneira que o medo da morte nunca entre em seu coração. Não incomode ninguém por causa de sua religião; respeite os outros e suas visões, e exija que respeitem as suas. Ame sua vida, aperfeiçoe sua vida, embeleze todas as coisas em sua vida. Procure alongar a sua vida a serviço do seu povo. Prepare uma nobre canção de morte para o dia quando você passar por cima da grande divisa.

Sempre dê uma palavra ou sinal de saudação quando encontrar ou passar um amigo, até mesmo um estranho, quando em um lugar só. Mostre respeito a todas as pessoas e não rasteje para ninguém.

Quando você se levantar de manhã dê graças pelo alimento e para a alegria de viver. Se você não vê nenhuma razão para dar graças, a culpa é apenas em si mesmo. Não Abuse de ninguém e coisa alguma, o abuso transforma os sábios para os tolos e rouba o espírito de sua visão.

Quando chegar a sua hora de morrer, não seja como aqueles cujos corações são preenchidos com o medo da morte, de modo que quando a hora deles, eles chorem e rezem por um pouco mais de tempo para viverem suas vidas outra vez, de uma forma diferente. Cante sua música de morte, e morra como um herói indo para casa.”

Tecumseh (Líder indígena dos Shawnee morto em 1813)

Anúncios

Presentes decididos… 7 janeiro, 2013

Posted by Mônica Góes in Comportamento, Textos.
add a comment

Dá-lhe Ivan…

“Pessoas de todas as idades não sabem direito o que fazer com elas mesmas. Não conseguem escolher entre o casamento e a bicicleta. Trincam de ansiedade. As possibilidades são tantas, as pessoas tão tantas, as vontades são tantas… que paralisa. Acho que dentro de alguns anos vamos começar a perceber as consequências dessa epidemia de indecisão, na forma de gente inteiramente solta, (pipas ao vento, como eu ouvi uma vez), cuja vida passou ao largo dos compromissos afetivos. Lá na frente elas não terão onde aportar – e nem saberão como, na verdade”

http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/ivan-martins/noticia/2011/12/presentes-invisiveis.html

 

 

Vestibulares 13 dezembro, 2011

Posted by Mônica Góes in Humor, Literatura, Textos.
Tags: , ,
2 comments

Teste os seus conhecimentos! Avalie suas chances! Responda essas  questões: 1. Calcule o logaritmo neperiano da enésima potência da própria base. 2. O fenômeno da trissomia é provocado pela: (a) simples deleção dos cromossomos; (b) não disjunção das cromátides; (c ) não reversão que ocorre na diacinese; (d) translocação do cromossoma na mitose. 3. Nos peixes cartilaginosos encontramos a tiflósolis, dobra intestinal também encontrada em: (a) poríferos; (b) platelmintes; (c) asquelmintes; (d) anelídeos; (e) moluscos. 4. Vertebrados anamniotas, tetrápodes, poiquilotermos, de respiração branquial durante a vida larvária e pulmonar, na fase adulta são:  (a) répteis; (b) mamíferos; (c) anfíbios; (d) aves; (e) peixes. Se você conseguiu dar respostas corretas a essas questões isso quer dizer que você está se aproximando do Funes, o memorioso. Cuide-se. Falta sabedoria à sua memória. Ela não sabe distinguir entre o digno de ser aprendido e o  indigno de ser aprendido. Acho melhor procurar um psiquiatra. (Rubem Alves – Ostra feliz não faz pérola)

Cada hora que passa amo mais este livro! heheheheh

As mulheres e os diamantes por Miguel Falabella 4 dezembro, 2011

Posted by Mônica Góes in Textos.
Tags: ,
add a comment

“As mulheres sempre foram fascinadas por diamantes talvez por causa do processo, pois o carvão tem que aguentar uma pressão descomunal e, como se não bastasse, esperar milhões de anos para poder brilhar. Um diamante nada mais é que um pedaço de carvão com muita persistência, mas que é capaz de operar milagres em um coração machucado, isso é. Talvez por isso digam que eles são os melhores amigos das mulheres”. (extraído da novela Aquele Beijo de Miguel Falabella)

As mãos 12 novembro, 2011

Posted by Mônica Góes in Estado de Espírito, Textos.
Tags:
add a comment

Como são diferentes as mãos ternas das mãos que desejam a posse! A ternura não deseja nada. O beijo terno apenas encosta os lábios… O olhar terno deseja que aquele momento seja eterno. Daí o seu cuidado, a voz que fala baixo, a mão que tateia, o mover-se vagaroso: para que o encanto da imagem não se quebre…

(Rubem Alves – Ostra feliz não faz pérola)